ENTREVISTA: Canal Motorama – Hugo Renault

Revista Casa D’Italia, Juiz de Fora, Ano 2, n. 18, 2021 – Departamento de Cultura | ENTREVISTA: Canal Motorama – Hugo Renault


1 Hugo, atualmente você possui um canal dedicado ao motociclismo e as motos com muitos seguidores no Youtube e no Instagram. Explica para nós como começou essa paixão. Há uma razão para isso?

Ninguém precisa de uma razão para pilotar moto. A simples vontade de guiar um novo veículo pode ser o suficiente. Porém, a partir daí a coisa muda de figura. Basta girar a chave, engatar a primeira e sentir o vento no rosto. Para muitos a moto deixa de ser um veículo e passa a ser algo mais. Para alguns ela passa a ser um estilo de vida.

Mesmo tendo demorado 25 anos para descobrir, andar de moto era tudo o que sempre quis na vida. Era só nisso que eu conseguia pensar. Só livros, filmes e conversas de moto.


2 Como surgiu a vontade de fazer um canal dedicado a compartilhar essa paixão com outras pessoas? E, nesse processo, você alguma vez duvidou que daria certo?


Para a minha sorte, nessa mesma época meu grande amigo Guigo Pinheiro também já estava muito interessado no universo das motocicletas. Aí pensei em convidá-lo para fazermos algo juntos. Minha proposta inicial era fazer um site, mas ele chegou com a ideia de criar um canal no YouTube e fazer vídeos de moto. Sendo um cara que sempre duvidou das minhas próprias habilidades de comunicação, principalmente falando, achei que aquela era provavelmente uma péssima ideia. Além disso, estávamos em 2015  e, se ainda hoje, a ideia de falar com uma câmera soa assustadora para a maioria das pessoas, há seis anos não era muito diferente. Para mim não foi nem um pouco fácil.


3 Nós sabemos que criar um canal na Internet aceitando se expor a críticas e elogios não é uma decisão fácil e  que isso é só o início, pois para ser bem sucedido é preciso muito mais, concorda?

Concordo. Esse foi apenas o primeiro desafio. Logo depois ficou claro que, se quiséssemos fazer algo realmente legal e criar um conteúdo interessante para o nosso público, teríamos que fazer daquilo um compromisso e sacrificar nosso tempo livre. Continua sendo assim. Cada um de nós tem suas obrigações profissionais, mas o Motorama ocupa um lugar de destaque no cérebro e na agenda de cada um. E, por causa desse compromisso, as recompensas vieram.


4 Apesar de toda dedicação que o Motorama exige, podemos dizer que todo esse esforço compensa, não é mesmo?

Por causa do Motorama, pude estar em contato com motos que provavelmente jamais veria. Conheci pessoas que, de outra forma, dificilmente conheceria. Experiências que não vejo como aconteceriam, se não fosse pelo Motorama. Assim, aprendi que todo esforço gera uma recompensa e receber essa recompensa é interessante, principalmente quando você não espera receber nada. E, sendo essas experiências as recompensas que para mim têm maior valor, fico particularmente maravilhado ao pensar que nenhuma outra atividade me traria tais recompensas. Pensar que falar sobre as motos, que tanto amo, me fez estar cada vez mais perto delas é pensar que a lei da atração deve mesmo existir. Só pode.


5 E Hugo, o que significa para você trabalhar nesse projeto?


Acima de tudo, trabalhar nesse projeto significa evoluir constantemente e sair da zona de conforto. Não que eu não me sinta confortável estando em cima de uma moto, é meu lugar preferido. Mas é que envolve se comunicar e permitir que as pessoas se comuniquem com você. Como disse antes, nem sempre fui bom nisso. 

6 Hoje, depois de mais de cinco anos de evolução, como você se avalia? E qual a mensagem de vida você gostaria de deixar?

Ainda acho que preciso melhorar muito, por isso a evolução constante. E esse tem sido o caminho. Um caminho percorrido da forma como acredito que devem ser as coisas na vida: um degrau de cada vez. Dessa forma a subida será mais consistente. E a queda, menos assustadora, caso haja uma. Sempre pode haver, ninguém sabe.


Hugo Renault

É fotógrafo e apresentador do Motorama, uma plataforma de entretenimento focada em criar conteúdo original sobre motocicletas, hoje composta por um podcast, um portal e o canal no Youtube, hoje com mais de 360 mil inscritos, 29 milhões de visualizações e milhares de ouvintes no podcast. Mora em Brasília com a mulher, a moto e duas cachorras.” 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s