Desisto para viver

Revista Casa D’Italia, Juiz de Fora, Ano 2, n. 18, 2021 – Geara Franco | Desisto para viver


Desperdiçando meu tempo
Não havia nada livre;
Dói quanto mais eu tento
Dinheiro não faz savoir-vivre.

Não é meu futuro em jogo,
Era o bolso do empregador.
As palavras do demagogo
Que aprendeu no computador.

Nem sempre a vida é continuar
Desistir faz parte do processo.
Hoje preferi sair e tomar um ar
Me distanciar e ter um salto de sucesso.

Posso estar errada não me encaixando,
Mas me encaixotar não é do meu feitio.
Não nasci máquina, estava me tornando;
Continuar era um pensamento doentio.

Hoje eu desisti para viver!
Deixo a preocupação para amanhã.
O futuro nunca vai me pertencer
Só cabe a mim escrever
As felicitações para a minha irmã.


Geara Franco

Sou nascida em Juiz de Fora e, aqui, me formei em Jornalismo. O amor por escrever me levou a esta faculdade, que, confesso, mais atrapalhou o processo do que ajudou (o mercado de trabalho não é para poetas!). Tenho 25 anos e sonhos, mas não sei lidar com metas. Sou feliz com a vida que levo hoje, embora me preocupe muito com o amanhã. Escrevo para tirar do peito o que já transborda e não sei falar, as palavras escritas saem com mais facilidade e delicadeza do que as faladas.