ENTREVISTA: Letícia Bedendo

Revista Casa D’Italia, Juiz de Fora, Ano 2, n. 15, 2021 – Departamento de Cultura | ENTREVISTA: Letícia Bedendo


1 Letícia, você é Arquiteta Urbanista, ilustradora e artista visual que já declarou ter como inspiração artistica sua ode à arte e a Minas Gerais. Qual foi o momento em que você decidiu definitivamente trilhar esse caminho unindo essas duas paixões? Existiu um momento específico na sua vida que isso aconteceu?

A temática do patrimônio foi o meu maior interesse durante boa parte da graduação e continua sendo no prosseguimento de minha vida acadêmica. Em paralelo, sempre gostei de me expressar por meio da pintura, inicialmente através da técnica da aquarela, que tem um intercâmbio com o desenho de arquitetura. O foco em Minas Gerais aconteceu como uma maneira de sintetizar essas paixões, visto que o estado e a cultura da “mineiridade” está bastante presente na arquitetura e no artesanato local.


2 A arte tem uma importância essencial para o ser humano e uma função importante para a sociedade. Você acredita que a arte ganhou uma nova dimensão, um novo significado, nesse momento de pandemia e isolamento social?

Com certeza! Em tempos nos quais tivemos que viver em isolamento, muitas vezes sozinhos com nossos pensamentos, a arte pode servir de instrumento catártico para que nossas emoções pudessem ser, de alguma forma, externalizadas. Além disso, as redes sociais estão sendo, principalmente na pandemia, muito atuantes como instrumento de exposição e novas dinâmicas de trabalhos. Isso pro artista torna-se um universo a ser explorado.


3 Na exposição atualmente em exibição na Galeria Online da Casa D’Italia “Canção da América: diálogos entre Minas e América Latina” você externaliza as suas sensações, sentimentos e pensamentos a respeito de Minas Gerais enquanto parte da cultura latino-americana. O que significa essa exposição para você e o que você espera despertar nas pessoas que a visitam?

Essa exposição tem, por objetivo principal, incentivar o reconhecimento de nossa cultura, então busco trazer cores, formas e sensações típicas de quem viveu e cresceu em Minas Gerais. A minha intenção com relação à temática, é que as obras possam servir como instrumento de valorização, mas, principalmente, crítica acerca da nossa cultura local, introduzindo a reflexão acerca de quais aspectos devem ser mantidos ou alterados em nome de tempos mais igualitários.


4 Há 6 anos a Casa D’Italia de Juiz de Fora e seu Departamento de Cultura, vem desenvolvendo iniciativas em prol da cultura e suas manifestações artísticas, buscando a valorização dos artistas da cidade e região. Como se deu esta conexão entre você, sua arte e a instituição?

A conexão inicial com a instituição se deu por meio do convite para a ilustração da edição nº 11 da Revista Casa D’Italia. Por me interessar pela temática do patrimônio cultural, já conhecia o trabalho da Ana Lewer, uma das integrantes da organização da revista. O convite foi feito por ela para que eu pudesse ilustrar a edição em comemoração ao aniversário de Juiz de Fora e, desde então, tenho contribuído com textos e ilustrações variadas que vão ao ar nas redes sociais da Casa.


5 A Casa D’Italia procura incentivar as pessoas a acreditarem na arte e nos artistas locais. Letícia, você é uma artista, que apesar de jovem  vem obtendo destaque com seus trabalhos, inclusive foi a responsável pela ilustração de capa do 11 número da Revista Casa D’Italia. Um trabalho muito legal. Tem algum segredo aí? Se você pudesse dar algum conselho para os artistas iniciantes e para os leitores da Revista Casa D’Italia, qual seria?

O principal conselho que eu dou para os aspirantes da arte é o de não ter medo do julgamento estético do outro, como também estar sempre em busca  de referências, não só da sua área em específico, mas de outras manifestações de arte e cultura no geral. Digo isso porque o artista precisa de referência, quando se tenta criar algo do zero, grandes chances de vir junto a frustração. Com relação à divulgação, percebo que o boca a boca ainda é a melhor propaganda. Pode demorar, mas é natural que outras pessoas se identifiquem com o seu jeito e, com o tempo, indiquem o seu trabalho para outras pessoas, formando uma rede de contatos.

A Casa D’Italia tem sido uma grande parceira de divulgação e valorização do meu trabalho. Para quem quiser conhecer mais do projeto que está na Galeria Online e também outros trabalhos, pode acessar meu instagram (@leticiabedendo) e meu site (www.leticiabedendo.com.br). Quem quiser bater um papo, fique à vontade para me contatar, estou sempre à disposição! Obrigada!


Letícia Bedendo

Arquiteta e Urbanista graduada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e mestranda no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Minas Gerais (NPGAU-UFMG). Atualmente, trabalha profissionalmente como ilustradora e tem como foco de estudo a formação dos espaços urbanos de Minas Gerais, especialmente da cidade de Diamantina.

Confira o trabalho da artista através do Instagram: https://www.instagram.com/leticiabedendo/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: