Lavoratori italiani e sua chegada em Juiz de Fora


Falar da presença de pessoas com origem italiana “lá para as bandas” juiz-foranas é falar de uma história anterior a própria existência da cidade. Entretanto, há um recorte temporal que merece destaque aqui. Foram nas últimas décadas do século XIX e nas primeiras décadas do século XX – quando a cidade viveu seu potencial econômico e urbano – que um grande número de imigrantes italianos se estabeleceu na cidade e a brindou com traços de sua arquitetura, arte, culinária, costumes, festas, danças e músicas, que perpetuam até os dias de hoje.

 Juiz de Fora está estrategicamente localizada entre o interior de Minas Gerais e a antiga capital do país, Rio de Janeiro. Durante a segunda metade do século XIX, a cidade funcionou como ponto de escoamento para a produção de café de toda a região da Zona da Mata Mineira, o que lhe possibilitou um acúmulo interno de capitais, responsável pela atração de mercados de consumo e inúmeros investimentos.

Foi neste contexto, que a cidade sediou a Hospedaria Horta Barbosa e presenciou a permanência significativa de imigrantes italianos. Essa instituição era responsável por registrar a entrada e a saída de parte dos estrangeiros que desembarcavam no porto do Rio de Janeiro. Ela hospedava os imigrantes por um curto período de tempo, enquanto os mesmos firmavam contratos de emprego no país. Nesse momento, a maior parte das pessoas que chegavam à hospedaria era de origem italiana. O motivo disso estava atrelado às inúmeras propagandas que prometiam empregos e novas condições de vida em terras brasileira, enquanto na Itália, o crescimento populacional e a falta de emprego motivavam seus cidadãos a se arriscarem em outros horizontes. 

Quando deixavam sua terra natal, esses italianos sabiam que encontrariam trabalho agrícola para exercer no Brasil. Porém, em Juiz de Fora, muitos enxergaram a escassez de mão de obra qualificada e assim vislumbraram a oportunidade de prosseguir com sua profissão e até abrir seu próprio negócio. Vários dos imigrantes que empreenderam na cidade possuíam baixa instrução escolar, mas, aos poucos, arriscavam-se nos pequenos comércios ou nas pequenas indústrias, que muitas vezes os colocavam em situações de destaque dentro da sociedade. 

Os frutos da iniciativa de tantos italianos são visíveis até os dias de hoje em Juiz de Fora. Ao caminhar pelas ruas da cidade é possível ver referências italianas em logradouros, comércios e construções. Então, fica um convite para conhecer Juiz de Fora e a cultura italiana existente nela!


Fontes: 

“BERTANTE, Rafael de Souza. Um olhar sobre a sociabilidade italiana em Juiz de Fora: italianos maçons e a “Unione Italiana Benso di Cavour”. Dissertação (Mestrado em História). UFJF, Juiz de Fora, 2017.

CHRISTO, Maraliz de Castro. Italianos: Trabalho, enriquecimento e exclusão. In: BORGES, Célia Maria (org.) Solidariedades e Conflitos: histórias de vida e trajetórias de grupos em Juiz de Fora. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2000.

OLIVEIRA, Mônica Ribeiro – Imigração e Industrialização: os alemães e os italianos em Juiz de Fora (1854-1920). Dissertação (Mestrado em História) Niterói, UFF, 1991.

PIRES, Anderson. Café, Finanças e Indústria: Juiz de Fora 1889-1930. Juiz de Fora: FUNALFA, 2009.

RUGGIERO, Antonio de. Os empreendedores toscanos do mármore nas cidades brasileiras (1875 – 1914). In: Fay, Claudia Musa e Ruggiero, Antonio de (Org.). Imigrantes Empreendedores na História do Brasil: Estudos de Casos. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2014.


Rafael Bertante

Graduado e mestre em História pela UFJF, com ênfase em sociabilidade e cultura italiana, atou em atividades patrimoniais no Laboratório de Patrimônios Culturais. Pós-graduado em Ciência da Religião. Cursa atualmente doutorado em Ciência da Religião pela UFJF e atua com pesquisa em arquivos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: