Exposição virtual DOMUS ITALICA – ATRAVÉS DOS TEMPOS

Em 05 de novembro de 1939, era inaugurada a Casa D’Italia em Juiz de Fora, que foi possível a partir da colaboração financeira de membros da colônia italiana da cidade, sendo a construção do prédio de responsabilidade da Companhia Industrial e Construtora Pantaleone Arcuri. As funções que se destinavam à instituição eram de instrução, escola, biblioteca, hospital, beneficência, lazer e esporte. Para abrigar todas as atividades, o prédio contava com dois andares e um subsolo, sendo projetados pelo filho de Pantaleone Arcuri, o arquiteto Raphael Arcuri.

A exposição Domus Italica, do fotógrafo e fotojornalista Angelo Savastano, traz em seu trabalho detalhes que foram conservados através dos tempos no prédio, que hoje é tombado como patrimônio material de Juiz de Fora, mostrando sua beleza e importância histórica e arquitetônica para a cidade e a conservação da cultura trazida pelos imigrantes italianos. 


1. Domus

2. Italica

3. Stemma

4. Scala della Cappella

5. Scala acesso Salotto

6. Proiettore I

7. Scala del Soffito

8. Ufficio Consolare

9.

10. Cappella San Francesco di Paola

11.

12. Proiettore II

13. Aula Commendatore Pantaleone Arcuri

14.  Pantaleone Arcuri e de Christina Spinelli

Angelo Savastano

Jornalista Repórter Fotográfico MTe 15.621/mg- TVE e Diário Regional; Editor do Caderno Conta Giros, suplemento jornal Diário Regional – até 2014; Jornalista e fotografo colaborador das Revistas Planeta Off Road (Belo Horizonte MG) e Revista Crossnaveia (São Paulo SP); Fotografo credenciado – Folha de São Paulo/ Folhapress; Fotografo colaborador – Site Terra, Globo.com, Portal R7, Portal G1, Band News e diversas publicações em revistas e jornais do Brasil e exterior.

%d blogueiros gostam disto: