Exposição MORADA

A série Morada reúne ilustrações digitais, representando os lares que abrigam inúmeras histórias e vivências, sendo lugares de afeto, de memórias e de trocas. As composições com cores vibrantes e elementos em diferentes escalas seguem por cenários imaginários que permeiam a realidade. 


1. Andanças
Entre caminhadas para refletir sobre a vida, nossa personagem observa as inúmeras surpresas que um jardim pode apresentar: as texturas, as cores, os animais e seu próprio reflexo neste mundo.

2. Vizinhos
Um grande fator para um lar se tornar ainda mais especial são as pessoas que o cercam. Neste contexto pandêmico, em que as interações presenciais tornaram-se raras, um aceno da janela conforta um respiro aos dias de isolamento.

3. Painel
A composição Painel surgiu a partir de experimentações para a criação de um mural na fachada de uma residência, trazendo uma linguagem diferenciada para sua conformação.

4. Morada 01
No contexto diurno, encontra-se uma residência em consonância com formas e folhagens.

5. Morada 02
A composição flui por cheios e vazios, vagando por um contexto noturno em contraste com a calidez alaranjada.

6. Imaginário Jardim
Uma ode ao poema de Manoel de Barros “O menino que carregava água na peneira”. Reúne diversos aspectos de seus versos tão imagéticos e mágicos, permitindo uma viagem ao mundo da imaginação.

7. Portal
Emoldurando a figura de uma mulher, há um portal guiando o observador à casa enlaçada em folhagens.

8. Escada
As casas mergulham em níveis, abarcando diferentes perspectivas da realidade.

9. Chemise
A obra nasceu de uma experimentação de coleções de vestuários para coleções futuras.

10. Oferenda
A moradia é um direito mínimo; e, mesmo assim, muitas famílias ainda não são abrigadas por uma. A ilustração Oferenda torna-se um chamado para que os indivíduos possam ter um lar. Ou seja, é uma epifania.


(É expressamente proibida a reprodução parcial ou integral de qualquer uma das imagens) 


Clarice Wenzel

Natural de Juiz de Fora, Minas Gerais, é artista visual, ilustradora e graduanda em Arquitetura e Urbanismo. A ilustração para a artista é uma forma de expressão e a materialização de sua paixão pelas cores vibrantes que transportam acolhimento e alegria. Seu processo criativo, passando por essas sensações, é regado por chá de pêssego, jazz e pausas para observar os passarinhos. Desde 2020, compartilha seus trabalhos nas redes, dando enfoque principalmente a figuras negras, cenários e formas.