Exposição LUMINOSITÀ – Uma peregrinação sob as luzes da Itália

As imagens registradas pelos caminhos percorridos numa peregrinação por cidades italianas servem de moldura para um olhar novo sobre o mundo, sobre a fé e sobre si mesmo.

A experiência de fé vivida tornou a caminhada única, solitária, e, ao mesmo tempo, passível de ser dividida com cada um que tem um pequeno espaço de tempo para contemplar e desfrutar da simbiose produzida pelas imagens capturadas e o encantamento diante de cada momento experimentado.

Colocar-se a caminho em uma peregrinação é mais do que escolher na mente e no coração percorrer um caminho sagrado já trilhado anteriormente. É atender a um chamado interior. É o desejo de ir ao encontro de Deus. Implica em fazer um outro percurso, que é interno, invisível aos mesmos olhos que, atentos, captam os sinais visíveis do Sagrado.

O andar peregrino é, em si, movimento de saída e de busca de algo maior que nos ultrapasse. O ver provoca os demais sentidos para se crer no que está para além do visível. E o encontrar é momento de chegada, de experimentar-se iluminado interiormente pela conversão do sentido.

A percepção da beleza que está no caminho transborda. É testemunho completo e inesperado que leva à experiência do Encontro.


Por: Luciana Procópio


1. “Vinde, Espírito Santo, 
enchei os corações dos vossos fiéis 
e acendei neles o fogo do Vosso amor. 
Enviai, Senhor, o Vosso Espírito, e tudo será criado, 
e renovareis a face da terra”

Ao centro, vitral de Gian Lorenzo Bernini, em homenagem ao Espírito Santo, representado por uma pomba que ilumina a Cátedra de São Pedro, situado atrás do Altar da Confissão da Basílica de mesmo nome, ladeado, à esquerda, por uma das quatro colunas salomônicas, feita em bronze retirado do Panteão, que sustenta o Baldaquino, e, no entorno, por uma miríade de anjos. –

Basílica de São Pedro – Cidade do Vaticano, Itália


2. “O próprio Senhor irá à sua frente e estará com você; ele nunca o deixará, nunca o abandonará. Não tenha medo! Não se desanime!” – Deuteronômio 31, 8

Santuário Padre Pio – Convento Santa Maria delle Grazie – San Giovanni Rotondo/Itália


3. “Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e andarei na tua verdade;
une o meu coração ao temor do teu nome” – Salmos 86 (85), 11

Ao centro, cúpula da Basílica de Santa Maria degli Angeli – Assis, Itália


4. “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida;
ninguém vem ao Pai, a não ser por mim” – João 14, 6

Santuário Padre Pio – Convento Santa Maria delle Grazie – San Giovanni Rotondo, Itália


5. “Venham e vejam o que Deus tem feito; como são impressionantes
as suas obras em favor dos homens!” – Salmos 66, 5

Assis, Itália


6. “Tu és Pedro e sobre essa pedra edificarei a minha igreja”– Mateus 16,18

Basílica de São Pedro – Cidade do Vaticano, Itália


7. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” – Marcos 16, 15

“Peregrino” – Piazza San Pietro, Cidade do Vaticano, Itália


8. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” – Mateus 11,28

Basílica Papal de São Francisco e, no jardim, uma escultura do “Cavaleiro Regresso”, de Norberto, que simboliza o jovem Francisco que, antes de se converter, havia ido lutar na guerra contra a Perugia, sido preso, e na prisão tendo começado a ouvir o chamado para voltar à Assis e começar o seu trabalho.

Assis, Itália


9. “Ide aprender o que significa: Prefiro a misericórdia ao sacrifício. Porque Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores” – Mateus 9, 13

Mosaico do padre jesuíta Marko Ivan Rupnik, em referência “ao perdão da mulher adúltera”, João 8,1-11 – Igreja inferior de São Pio de Pietrelcina, Convento Santa Maria delle Grazie, San Giovanni Rotondo, Itália


10. “Eis que estarei convosco todos os dias, até o final dos tempos” – Mateus 28, 20

Altar da capela no interior da Igreja de São Legonciano – Lanciano, Itália


11. “Mas o mistério da Cruz e da Ressurreição garante-nos que o ódio, a violência, o sangue e a morte não têm a última palavra nas vicissitudes humanas. A vitória definitiva é de Cristo e nós devemos voltar a partir d’Ele, se queremos construir para todos um futuro de paz autêntica, de justiça e de solidariedade”. – Papa João Paulo II, Audiência Geral de Quinta-Feira Santa, de 16.04.2003

Ao fundo, Jesus crucificado, à frente, arquitetura de Assis, Itália


12. “Pois o Senhor é Espírito, e onde está o Espírito do Senhor, aí está a liberdade. E nós todos que, com a face descoberta, contemplamos como num espelho a glória do Senhor, somos transfigurados nessa mesma imagem, cada vez mais resplandecente pela ação do Senhor, que é Espírito” – 2 Coríntios 3, 18

(É expressamente proibida a reprodução parcial ou integral de qualquer uma das imagens) 


Luciana Procópio

Mestre em Letras com área de concentração em Literatura Brasileira e proposta transdisciplinar em Teologia pela UniAcademia Centro Universitário de Juiz de Fora/CES-JF. Graduada em Teologia pelo Instituto Teológico Arquidiocesano Santo Antônio/CES-JF. Graduada em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais Vianna Júnior. Desde 2010 exerce a fotografia como hobby. Em 2016 rendeu-se definitivamente aos encantos da fotografia para decoração e oração e passou a conciliá-la profissionalmente com suas atividades acadêmicas.