Um cantinho da Itália em Minas

No dia 03 de dezembro de 1888 chegavam os italianos que não somente habitariam aquelas terras, mas também fariam dar frutos. São João del-Rei se encontra no estado de Minas Gerais, na região do Campo das Vertentes e é em sua zona rural que se localiza a Colônia Viva. Os italianos chegaram sem nada, mas com o tempo foram conquistando seu pedaço de terra e deixando sua cultura registrada em Minas Gerias. Muitos se casaram com os locais, formaram famílias e aos poucos foram transformando aquele pedacinho de verde em uma colônia italiana que vive plena até os dias de hoje.

 Colônia Viva é um projeto de agroturismo em São João del-Rei que nasceu no ano de 2013 em parceria com a Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer. O projeto surgiu com a iniciativa dos produtores locais das famílias de descendentes dos italianos que ali chegaram. A ideia era levar pessoas até a região, turistas que muitas vezes visitavam a cidade de São João Del-Rei e Tiradentes, para conhecer o processo de produção e plantação e viver a experiência da cultura local e dos costumes passados de pais para filhos.

Ao visitar a região, é possível tomar o famoso café colonial no Café da Fatinha com muitos quitutes feitos artesanalmente. Além de conhecer o Queijo Tarôco, o legítimo terroir da cidade de São João del-Rei, seu processo de fabricação e ainda degustar o queijo maturado produzido ali. Para vivenciar o cotidiano rural o Charmoso Sítio Felizardo abre suas portas e mostra o processo de produção da cachaça artesanal Felizardo. Neste sítio ainda é possível adquirir produtos artesanais como geleias, doces, biscoitos, pimentas e o Macarrão Caseiro da Leo, feito com ovos caipira e sem conservantes.

Falando em massas, não se pode deixar de almoçar no restaurante típico da Filó, com as receitas da “Nona” e também sabores mineiros. Lá você pode adquirir massas, molho de tomate e doces caseiros. Todos os produtos servidos no restaurante são produzidos pela Filó e sua família de maneira tradicional e artesanal.

No Sítio Giarola você também pode observar a agricultura familiar, porém desta vez conhecerá o processo produtivo de sementeiras, estufas e hortaliças, desde o plantio até a colheita, podendo fazer também degustação de produtos. Além deste sítio, você poderá visitar o Taroco Flores que há mais de 50 anos se dedica ao cultivo de flores ornamentais, de corte e comestíveis. Para finalizar, pertence à região da Colônia Viva ainda o Sítio Catuá. O queijo Catuá é produzido pelo Sr. João Dutra, um apaixonado pela história de seus antepassados. Seu queijo é produzido com todo cuidado e carinho para manter a tradição de produção como há dois séculos atrás garantido o autêntico sabor das fazendas antigas. Seu carinho com a produção começa em seu rebanho, tratado com homeopatia e fitoterapia, em pastagens nativas de flora diversificada, sem o uso de agrotóxicos.

   Atualmente, devido à pandemia da COVID-19, infelizmente o projeto Colônia Viva mantém-se pausado com as visitações, porém, as produções agrícolas das famílias da região permanecem batalhando para que a memória de suas famílias e tradições italianas estejam sempre vivas e possam sempre ser compartilhadas.


Paola Frizero

Formada em Turismo pela UFJF, com ênfase em patrimônio cultural e bacharela em Ciências Humanas. Pós-graduada em Gestão Cultural, obtive experiências profissionais principalmente em educação patrimonial e hoje, além de atuar também no TRADE turístico, sou mestranda na Universidade de Évora – Portugal, em Turismo e Desenvolvimento de Destinos e Produtos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: