Jogada a ponto! A prática do jogo de bocha e a imigração italiana

Revista Casa D’Italia, Juiz de Fora, Ano 1, n. 4, 2020 – Rafael de Souza Bertante | Jogada a ponto! A prática do jogo de bocha e a imigração italiana


O jogo de bocha é um esporte mundialmente reconhecido. Apesar de sua origem incerta, muitas vezes associada a práticas similares no Egito, na Grécia e no Império Romano, a bocha se popularizou com a imigração italiana associando o esporte à nacionalidade italiana. Há alguns rumores de que o jogo de bocha é um esporte para idosos, mas na prática, o que se vê são pessoas de todas as idades praticando esta modalidade, inclusive em jogos olímpicos.

Não é preciso muitos apetrechos ou recursos sofisticados para sua prática. Com as bochas, a cancha e duas equipes a partida pode começar jogada a ponto! Bom, é claro que os instrumentos e o local devem ser apropriados e que as equipes devem conhecer exatamente todas as regras do jogo. As bochas ou as esferas, normalmente são feitas de resina e a cancha trata-se de um retângulo com cerca de 30 metros de comprimento, 4 metros de largura, com as laterais elevadas a 30 centímetro, em piso de terra batida, saibro ou sintética. O esporte consiste basicamente em lançar bochas e situá-las o mais perto possível de um bolim (uma esfera menor). A equipe adversária deve, por sua vez, tentar situar as suas bolas mais perto ainda do bolim ou “remover” as bolas dos seus oponentes fazendo-se assim a somatória de pontos obtidos ao longo do jogo. As medidas exatas do local e as regras do jogo são asseguradas por confederações, como por exemplo a CBBB Confederação Brasileira de Bocha e Bolão.

No Brasil a bocha foi reconhecida como um esporte no ano de 1943 através da Confederação Brasileira de Desporto. Sua prática estava associada, sobretudo, aos imigrantes italianos, assim, o esporte também se desenvolveu em Juiz de Fora. A bocha chegou à cidade na década de 1940, sendo jogada pela primeira vez na Casa d’Italia, onde até hoje encontramos uma cancha. Com o passar dos anos, a prática se difundiu no município e outros clubes passaram a formar equipes de bocha.

Na década de 1970, a bocha ganhou uma versão adaptada que foi incorporada nos Jogos Paraolímpicos de 1984. A modalidade é praticada por atletas com elevado grau de paralisia cerebral ou deficiências severas. Nestas disputas, os jogadores usam cadeiras de rodas, podendo usar as mãos, os pés ou algum instrumento de auxílio sendo as disputas individuais, entre duplas ou entre equipes.

Se o passado longínquo do jogo de bocha se perdeu, a sua aproximação e associação com os imigrantes italianos se mantém firme. Os campeonatos profissionalizam a atuação dos atletas da bocha, mas o esporte vai além, também atrai amadores que se interessam em estar reunidos com os amigos, praticar um pouco de atividade e traçar estratégias de competição. Para quem ainda não conheceu a bocha, fica a dica para estudar as regras enquanto ainda estamos de quarentena, pois quando for possível nos reunirmos novamente, é jogada a ponto!


Fontes: 

https://fpbb.com.br/historia/

https://www.gerensite.com/bochacasaditaliajf/quem-somos

http://rededoesporte.gov.br/pt-br/megaeventos/paraolimpiadas/modalidades/bocha

https://sportsregras.com/bocha-jogo-regras-historia/


Rafael de Souza Bertante

Graduado e mestre em História pela UFJF, com ênfase em sociabilidade e cultura italiana, atou em atividades patrimoniais no Laboratório de Patrimônios Culturais. Pós-graduado em Ciência da Religião. Cursa atualmente doutorado em Ciência da Religião pela UFJF e atua com pesquisa em arquivos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: