Um pedaço da Itália no Brasil


O Brasil é um dos países com notória influência da Itália em sua cultura, começando pela gastronomia e chegando até os sotaques de algumas regiões. Por todo o país tivemos imigrantes italianos, mas foi principalmente nas regiões sudeste e sul que eles se instalaram. 

O primeiro navio com imigração em massa, desembarcou no porto de Vitória, no Espírito Santo, em 21 de fevereiro de 1874. Partindo de Gênova, o navio à vela “La Sofia” trazia 388 camponeses, destinados a trabalhar nas fazendas de café, substituindo a mão de obra escrava, em troca de um pedaço de terra por família. Como a Europa passava por uma grande crise financeira e o Brasil, naqueles tempos, era considerado o Eldorado (as informações que chegavam à Europa era de que tudo o que se plantava em terras brasileiras, nascia com fartura, pois era uma terra fértil), aqueles camponeses, que já estavam passando dificuldades na Itália, viam a oportunidade de “fazer a américa” como única naquele momento, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas na viagem até aqui. Eram aproximadamente 45 dias de viagem, enfrentando muitas dificuldades, doenças, perdas, mas sem perder a esperança de uma nova vida e com melhor qualidade. 

Quando chegaram, perceberam que muitas das promessas feitas antes do embarque não seriam cumpridas. O trabalho era árduo para conseguirem seus pequenos pedaços de terra e plantar o que iriam comer. Além disso, muitos familiares foram separados nos portos, quando começaram a serem distribuídos em cada fazenda. Assim, a cada navio que chegava, eles iam se espalhando mais, por todo o território brasileiro. 

Hoje, podemos apreciar os grandes feitos desta cultura que se mistura tão bem com a pluralidade que é o Brasil. Além dos locais que nos transportam diretamente para a Itália, temos também diversas festas típicas, com muita gastronomia, música e dança. Vamos conhecer um pouquinho desses pedaços da Itália no Brasil? Separei algumas cidades para você adicionar na sua lista de desejos. 

Na região serrana do Espírito Santo, temos a cidade de Santa Teresa, onde a maior atração turística é a uva e o vinho. A cidade que foi considerada pioneira na colonização italiana no país, transborda o chame camponês até hoje. Possui vários circuitos turísticos relacionados à imigração, perfeito para quem gosta de passar uns dias de frio na serra. 

Até o ano de 1920, mais de 1 milhão de Italianos chegaram e se instalaram no estado de São Paulo. Foram direcionados às grandes fazendas do estado, mas por lá não conseguiam juntar muito dinheiro, por isso começaram a tentar a sorte nos centros urbanos, principalmente na capital paulista. Hoje, a cidade de São Paulo concentra uma das maiores colônias italianas do mundo e o mais conhecido bairro é o famoso Bixiga, com suas cantinas tipicamente italianas. 

Na cidade do Rio de Janeiro, estima-se que os italianos foram o segundo maior grupo de imigrantes em terras cariocas, perdendo apenas para os portugueses. Porém, ao contrário das outras regiões, os italianos que se instalaram na cidade eram majoritariamente urbanos, vindos já de outras cidades do país em busca de melhores oportunidades. O bairro de Santa Teresa, que na época ficou conhecido como a Calábria Carioca, foi o primeiro a ser preenchido pelos italianos, tendo hoje em suas ruas, nomes em homenagem a muitos deles. No estado, a região serrana também recebeu muitos imigrantes, como na cidade de Petrópolis, por exemplo. 

Em terceiro lugar no número de imigrantes no Brasil, encontra-se o estado de Minas Gerais. Espalhados em suas fazendas e áreas urbanas, por várias cidades do estado, tendo o maior número de imigrantes na capital, Belo Horizonte, Minas Gerais respira, ainda hoje, os ares da cultura italiana, tendo várias cidades como hospedaria na época, como é o caso de Juiz de Fora. A Casa D’Itália, em Juiz de Fora, uma das únicas ainda existentes em seu projeto arquitetônico original no país, o bairro da Savassi, em Belo Horizonte e a Colônia Viva, em São João Del Rei, são alguns dos exemplos de presença ainda viva dos italianos em Minas Gerais. 

No sul do país, a mais notória região onde a presença da colônia italiana é extremamente forte é, com certeza, na Serra Gaúcha, mais especificamente nas cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa e Caxias do Sul. O principal atrativo da região é o cultivo da uva e a fabricação de sucos e vinhos. A região, que já foi cenário de filmes e novelas nacionais, ainda preserva na cultura, a língua, os costumes, as técnicas de plantio e a gastronomia. Na cidade de Bento Gonçalves, além dos cenários reais, hoje trabalhado através de circuitos turísticos, você ainda pode conhecer a história da Imigração no Rio Grande do Sul através do Parque Epopéia Italiana, que conta através do teatro interativo todas as lutas e conquistas do Italianos no Sul, até os dias de hoje. E se você gosta de um bom vinho, não pode deixar de visitar o Vale dos Vinhedos, que te transporta diretamente para a toscana, com suas várias vinícolas produtoras dos melhores vinhos nacionais e espumantes. 

Esses são apenas alguns lugares em nosso país para conhecer a história da imigração italiana e se apaixonar. Deu vontade de sair pelo Brasil conhecendo esses cantinhos? Então pode anotar na sua agenda a lista de festas italianas que eu separei para você!

  • SANTA TERESA – ES
    • Festa do Imigrante Italiano de Santa Teresa – Junho
  • SÃO PAULO – SP
    • Festa de Rua São Vito Mártir – Julho
    • Festa de Nossa Senhora Achiropita – Agosto
    • Festa de San Gennaro – Outubro
  • RIO DE JANEIRO – RJ
    • Festa da República Italiana – Junho
  • PETRÓPOLIS – RJ
    • Festa Italiana Serra Serata – Setembro
  • BELO HORIZONTE – MG
    • Festa tradicional italiana de Belo Horizonte – Junho
  • CAXIAS DO SUL – RS
    • Festa Nacional da Uva – Fevereiro

Fontes:

Dimensione na Mídia: https://dimensionesolucoes.com.br/2019/10/29/imigrantes-italianos-em-sao-paulo-conheca-a-historia/.

Oriundi: https://www.oriundi.net/ha-146-anos-nascia-a-imigracao-italiana-no-brasil

Viagens Cinematográficas: https://www.viagenscinematograficas.com.br/2018/05/santa-teresa-es-o-que-fazer.html

Governo de Santa Teresa: https://santateresa.es.gov.br/site/noticia/programacao-da-28-festa-do-imigrante-italiano-de-santa-teresa-es/356

Comunità Italiana: https://comunitaitaliana.com/consulado-da-italia-no-rio-de-janeiro-promove-corrida-e-festa-popular-no-dia-da-republica-italiana/

Sou Petrópolis: https://soupetropolis.com/2019/09/02/festa-italiana-serra-serata-acontece-este-mes-em-petropolis/

Viagem de Fuga: http://www.viagemdefuga.com.br/2016/03/colonia-viva-sao-joao-del-rei.html

A Festa da Uva: http://www.festadauva.com.br/festa


Paola Frizero

Formada em Turismo pela UFJF, com ênfase em patrimônio cultural e bacharela em Ciências Humanas. Pós-graduada em Gestão Cultural, obtive experiências profissionais principalmente em educação patrimonial e hoje, além de atuar também no TRADE turístico, sou mestranda na Universidade de Évora – Portugal, em Turismo e Desenvolvimento de Destinos e Produtos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: